#Resenha: O Ar Que Ele Respira



Título: O Ar Que Ele Respira

Autora: Brittainy C. Cherry

Páginas: 308

Editora: Record

Skoob

Resenhado por: Renata Brito



COMPRE AQUI: BUSCAPÉ,  SARAIVA,  AMAZON
















     Não sou de ler romance, mas as vezes pego um para ler, até porque, só podemos expressar opinião quando temos conhecimento. Não gosto do que chamo de mimimi, mas algumas vezes encontro um romance que não tenha tanto disso, o que não foi o caso nesta leitura...

     Em "O Ar que ele respira", há um prólogo, váriooooos capítulos com o titulo Elizabeth e um ou outro com o titulo de Tristan, pode parecer que será uma história de superação feminina com o amor de pano de fundo, (pense de novo).

     Para expressar minha opinião, vou dar alguns spoilers...

     Elizabeth é viúva com uma filha pequena para cuidar, tinha um casamento feliz, um negocio de sucesso em parceria com o marido e uma casinha de cerca branca. Quando fica viúva, vai morar um tempo com a mãe, que teve a mesma história que a filha, (viúva cedo e filha pequena) mas enfrentou a vida de forma volúvel, se entregando a diversos homens e sem muito filtro nas escolhas de parceiros... apoio, companheirismo, amor de Elizabeth para com a mãe, eu quase não vi.

     A mocinha do livro, volta pra casa com sua filhinha e resolve não manter o negócio que tinha com seu falecido marido, e se torna garçonete de um café, (não estou dizendo que o emprego não é digno, mas há uma empresa aberta, e com um diploma de designer de interiores, pode ajudar a manter a família reduzida e ainda obter algum conforto).

     Paralelo a  isso, um novo vizinho, rude, mal humorado, musculoso e no estilo lenhador se instala de forma avessa na vizinhança. Tristan também perdeu a mulher e seu pequeno filho em um acidente, por isso ele acaba afastando o mundo.

     Ambos destruídos pelas perdas, não começam um romance de inicio, mas AHHHHH vocês sabem o que vai acontecer. O livro não tem surpresas, na verdade, é extremamente óbvio!

     Onde está o “empoderamento” feminino? A força da mulher? A sua natureza guerreira?

     Terminei de ler este livro e fiquei um pouco indignada. Não vou  contar o final, mas foi bem triste perceber que se abre as redes sociais para ver um monte de discurso de ódio contra homens em uma generalização global e um livro como esse faz tanto sucesso...

     Minha última pergunta: mulher só serve para decoração?

     Essa é a minha opinião, não gostei do livro, não o recomendo, e se alguém gostou e quiser debater, estou aqui aberta. Não sou imutável. Erro e peço desculpas. Mudo as vezes de opinião, as vezes não, mas estou sempre aberta ao diálogo. Não gosto de extremismos, devo acrescentar, mas tento ser coerente.

     Obrigada por ler meu desabafo até aqui... 






 




















11 comentários:

  1. Eu acho engraçado isso, em como uma resenha nada positiva nos instiga a conhecer a história.
    Não conhecia o livro, só me recordo de ter visto a capa por aí, porque o "moço" me prendeu muito a atenção!
    Mas agora preciso muito ler, só para saber se terei a mesma opinião negativa ou não!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. eu li e meu lado muito romântica viu na trama uma história leve e com pontos divertidos, mas entendo seu ponto de vista

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Tenho esse livro,mas ainda não li.Pena você não ter gostado e até mesmo se indignado com o que foi apresentado, principalmente com o papel apresentado e as decisões dá protagonista.Depois da sua resenha fiquei curiosa e já o coloquei nas próximas leituras para ver o efeito sobre mim.😘❤

    ResponderExcluir
  4. Oi, Renata!!
    Li esse livro faz uns quatro meses e gostei bastante da história do livro. Foi um livro bem legal que li em dois dias!! É uma pena que essa história não funcionou com você. Mesmo assim indico esse livro por ser um história linda!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  5. Oi Renata!
    E o tanto q sou apaixonada por essa capa...Qro mto ler, o enredo para lindo!
    Parabéns pela resenha!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Nossa, mas não gostou e não gostou mesmo heim!
    Olha que pela sinopse achei até um bom livro, mas pra entender tudo isso que disse só lendo mesmo. Até agora pelo que vi dele eu gostei, achei uma história bonita e cheia de sofrimentos e drama e etc, mas adoro histórias assim. E essa autora me conquistou com o primeiro livro que li dela, então tem isso...
    Mas agora vou ficar atenta na hora de ler pra ver se entendo tudo o que apontou e porque achou isso....

    ResponderExcluir
  7. Oi, Renata.
    Que pena que o livro não funcionou para você.
    Tenho visto muitas resenhas positivas e esse livro já está na minha lista de desejos há tempos. Acho até mesmo que sua resenha serviu para me deixar com mais vontade de ler e acho que tenho muita chance de curtir essa história! rs...
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  8. REnata!
    Como não li o livro, nem poderei debater com você, embora concorde com alguns de seus posicionamentos. Mas... temos de levar em conta que é uma ficção e um romance, isso conquista muitos leitores.
    Fato é que já li outros livros da autora e gosto e quero ler esse para tirar a prova dos nove, porque sua resenha é a primeira que vejo criticar o livro ferozmente.
    “Um saber múltiplo não ensina a sabedoria.” (Heráclito)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  9. Adorei sua resenha e concordo em TUDO. Sério!
    Eu li esse livro e dei duas estrelas.
    Fiquei indignada com a história e achei um absurdo várias coisas, principalmente o fato de eles re relacionarem como se tivessem se relacionando com o morto. Ela pedindo pra ele se vestir igual o ex marido dela. Nossa! As coisas para mim tomaram um rumo que eu me desgostei da história.

    ResponderExcluir
  10. Oi Renata!
    Já vi esse livro por aí, mas não chamou em nada minha atenção, começando pelo título!
    Pela sua resenha percebi que é o tipo de livro que eu passo longe. Mas, sempre há quem goste desses dramas clichés! Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá, Renata.
    Mais um livro previsível, de fórmulas prontas e pontos bem ruins e já batidos. Nada que eu não esperasse da obra.
    Ótima resenha.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de fevereiro. Serão dois vencedores, dividindo um vale compras e dois livros.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...