#Resenha: Eu Sou a Lenda

   

Título: Eu Sou a Lenda

Autor: Richard Matheson

Páginas: 382

Editora: Aleph





COMPRE AQUI:  AMAZON,  FNAC,  BUSCAPÉ













     Assisti ao filme há dez anos, no dia da estreia em 2007 eu estava no cinema. Naquela época eu tinha gostado, achei um filme OK. Lembro-me que Will Smith era o protagonista... mas é só o que me lembro mesmo.

     Como percebi que o filme já havia fugido completamente da minha memória, já era hora de ler o livro.


"Não havia restado nenhum psiquiatra para murmurar sobre neuroses infundadas e alucinações auditivas. O último homem no mundo estava irreversivelmente preso em suas ideias malucas."
Pag. 150



     Lançado em 1954, "Eu Sou a Lenda" é um clássico do terror e serviu de inspiração para ícones da literatura, como Stephen King, e para mestres do cinema, como George A. Romero.

     E agora que li, entendo perfeitamente porque ele é tão amado. Afinal, um livro que foi lançado há mais de cinquenta anos e ainda vende, é claro que tem algo de muito especial. "Eu Sou a Lenda" é INCRÍVEL!


"Olhou para a estante a sua frente. Todo o conhecimento naqueles livros não seria capaz de conter as chamas que havia dentro dele; todas as palavras de séculos não poderiam dar cabo do desejo mudo e estúpido em seu corpo."
Pag. 53


     O livro é narrado em terceira pessoa pelo ponto de vista de Robert Neville, essa narrativa é bem peculiar pois é tão entranhado no personagem que por vezes me senti dentro da mente de Robert.

     Robert está sozinho no mundo. Aparentemente não há mais ninguém normal, todos são seres novos. Mortos-vivos. Vampiros.

     Estes vampiros só aparecem durante a noite, são rápidos, fortes e inteligentes. Caçadores famintos, mas Robert é esperto e não tem vontade de se entregar. Mesmo sendo o último humanos, ele decide lutar.

     Durante o dia ele mata os monstros que estão dormindo e estuda um jeito de descobrir como essa praga aconteceu, qual vírus, bactéria ou germe que causou essa reação ao corpo dos humanos, e talvez encontrar a cura.


" - Minha própria mulher - disse ele, com uma voz trêmula. - ela voltou pra beber meus sangue.!"
Pag. 291




     A história intercala entre o agoniante presente e o triste passado de Robert; o início dos mortos-vivos, o surgimento da praga que acabou com quase tudo, inclusive com a sua família.

     Este livro é de um sofrimento absurdo. Nunca havia lido nada parecido. Incrível pensar em o que a solidão é capaz de fazer, e o que o medo pode causar. O quanto a saudade e a tristeza podem machucar. E a esperança? Ela pode mesmo salvar?

     E tudo isso sem perder o humor. Por mais absurdo que seja, Robert passa o tempo todo usando de muito cinismo para conversar com ele mesmo.

     A luta para viver, sobreviver, salvar-se e salvar o que restou de um mundo devastado.

     Há vários textos e resenhas por aí que trazem alguns spoilers que eu acho que vocês não precisam saber, o melhor deste livro eu já disse, as surpresas dever ser descobertas na leitura, garanto que vale a pena.

     Eu amei a leitura!

     Esta edição da Editora Aleph ficou impecável! A capa e a diagramação estão perfeitas! Um trabalho riquíssimo!

     Alem disso, há ainda um prefácio maravilhoso escrito por Stephen King, um extra que traz uma crítica sobre o apocalipse contado no livro, e uma entrevista com o autor extremamente esclarecedora.




     "Eu Sou a Lenda" é um clássico fenomenal! A única coisa que eu mudaria neste livro é a colocação das datas. O livro começa em Janeiro de 1976. Na época em que foi escrito, era um futuro distante, mas hoje é um passado longínquo. Se não houvessem as datas, seria atemporal com toda certeza. a história se encaixa bem em qualquer espaço de tempo. Podendo imaginar até cem anos à frente ou mais.

     Recomendo para fãs de ficção científica, terror, terror gótico, clássicos da literatura e até mesmo para quem curte um bom drama.

     Leiam!



































     

12 comentários:

  1. eu assisti apenas ao filme e ja faz tempo, ainda o tenho forte gravado na mente, mas confesso que também gostaria de ler o livro e conhecer na integra o enredo
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu também já vi o filme e tem muito tempo. Lembro de alguns "flashs', mas é somente isso. Lembro também que gostei..rs
    Já tinha visto o livro, é claro,mas nunca havia me interessado realmente em ler. Mas essa edição da Aleph está um escândalo de linda!
    E vou tentar ler o livro sim!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi, Lelê!!
    Também assisti o filme e lembro que gostei muito!! Mas sempre quis ler o livro também mais não tive oportunidade. Acho a edição desse livro fantástica!! E sem dúvida uma excelente indicação!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Nunca terminei de assisti ao filme e nem li o livro mas eu sei que é excelente e gostaria de poder ler ao livro, e gostei também muito da capa.
    Abraços!!

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    Tbm só vi o filme Lelê, confesso q assisto milhares de vezes...curto bastante, espero q o livro seja tão bom qto o filme...
    Anotei a dica!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lelê.
    Me lembro de ter visto o filme há muito tempo, mas quero ver se me animo a ler o livro também!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  7. Lê!
    Assisti o filme há anos também, porque sou apaixonada pelos vampiros, mas a leitura do livro nunca fiz, acredita?
    Deve mesmo ser um sofrimento viver sozinho em todo o mundo...
    “Eu não procuro saber as respostas, procuro compreender as perguntas.” (Confúcio)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  8. Eu assisti ao filme há muitos anos atrás e já nem me lembro mais como foi, a não ser é claro pelo ator, Will Smith. Em dezembro consegui o livro e o li. Mesmo assim, não consegui me lembrar do filme, parecia tão diferente. Claro que o livro conta mais da história do que o filme, mas o básico é o mesmo: um homem sozinho contra os mortos-vivos que tentam matá-lo. Adorei ler o livro e gostei muito da sua resenha.

    ResponderExcluir
  9. Estou doida pra ler esse livro, curto muito ficção científica, gostei muito do filme com o Will Smith e brasileira Alice Braga, essa resenha me deixou ainda mais curiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  10. Oi.
    Eu assisti o filme, mas já faz um bom tempo, não lembro de muitos detalhes. Mas acho que gostei, pois sou fã do ator e desse gênero. O livro já está na minha lista, com certeza vou querer conferir. E depois, vou rever o filme.
    Ótima resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Acho que comecei a assistir ao filme e acabei dormindo, não tenho certeza. De qualquer forma, acredito que o filme não chegue aos pés do livro! Já me recomendaram muito essa leitura e eu com certeza farei. Não consigo nem imaginar o quão terrível deve ser ficar sozinha na Terra. Acho que ficar com os mortos-vivos nem é tão ruim quanto isso hahahaha

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Olá, Lelê.
    Eu adoro esse livro! A premissa é boa e tem a qualidade de um clássico, como ele é. A construção do terror mais psicológico, a forma que os vampiros são criados... Tudo contribui para uma leitura incrível.
    Ótima dica!

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de janeiro. Serão dois vencedores, dividindo 4 livros.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© To Pensando em Ler - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo