Resenha: O Pequeno Príncipe



Título: O Pequeno Príncipe

Autor: Antoine De Saint-Exupéry

Páginas: 160





COMPRE AQUI: 

Versão luxo:  BUSCAPÉ,  SARAIVA,  FNAC, SUBMARINO,  AMERICANAS












COMPRE AQUI:

Versão Pocket : BUSCAPÉ,  FNAC,  SUBMARINO,  AMERICANAS










     Antes de falar do livro eu preciso contar uma coisinha.

     Eu li este livro quando tinha uns nove ou dez anos, e na época eu não tinha gostado. Na verdade, hoje eu tenho convicção que eu não tinha entendido. O que é irônico, pois o autor escreveu este livro para as crianças. Eu não tinha maturidade pra entender as palavras do autor. Hoje sei que este livro é para todas as idades.

     Hoje, bem mais velha, a leitura teve um impacto completamente diferente. As metáforas, as citações, todas as palavras me emocionaram, me fizeram refletir sobre tudo. Sobre o amor, família, amigos, tudo o que é importante e sobre tudo o que não dou importância.


" - Onde moro, ninguém, andando sempre
em frente, pode ir muito longe..."
Pag. 21


     Tudo começa quando um garotinho de seis anos desenha uma jiboia que engoliu um elefante, mas toda vez que ele mostrava o desenho para um adulto, todos enxergavam um chapéu, e ele sempre tinha que explicar o que significava  o desenho. Até que ele desistiu das explicações; ele passou a guardar o desenho e mostrar para as pessoas, e a que um dia entendesse, o entenderia.



 



     E o garoto cresceu e virou piloto de avião. 

     Um dia o avião que ele voava sofreu uma pane e o obrigou a pousar no deserto do Saara. Sozinho, com pouca água e quase nada pra comer, a única solução seria consertar o avião e ir embora pra sobreviver.

     E neste momento de total solidão e desespero uma voz doce e infantil surge do nada e pede que ele desenhe um carneirinho.

     A voz doce era do Pequeno Príncipe, um menininho que veio de outro planeta. Ele deixou pra trás uma rosa que era geniosa, linda e única, três vulcões, e a solidão.

     Com uma vontade de conhecer outros mundos e pessoas diferentes, ele começou a passear por vários outros planetinhas e asteroides. Conheceu várias pessoas que também moravam sozinhas em seus planetas, cada uma diferente da outra, e foi absorvendo um pouco de cada uma. Até que veio parar na Terra, e aqui conheceu o piloto.



 


     Mas é o piloto que mais irá aproveitar essa visita. Ele, que nunca saiu daqui da Terra, que no máximo voou pelos nossos céus, é ele que irá aprender sobre coisas que ele nem mesmo imaginava. E tudo isso com um menininho de cabelos da cor do trigo, com voz doce e um coração enorme.



 


     O livro a princípio parece bem com um livro de autoajuda, mas me surpreendeu demais descobrir que muito do que existe no livro foi tirado da vida do autor. Eu nunca, jamais, imaginaria algo assim.

     E graças ao incrível caderno de estudo da vida do autor no final do livro é que eu descobri isso e muito mais.

     É quase uma biografia. Até mais emocionante do que o próprio conto. Que aliás, foi escrito para ser um conto de natal para crianças, mas foi lançado em Abril. E mesmo assim é o terceiro livro mais traduzido do planeta. Perdendo somente para a Bíblia e o Alcorão.

   

 


     As citações mais lindas do livro estão diretamente ligadas ao autor. Uma delas é a que mais me emocionou.

     Quando o Pequeno Príncipe decide abandonar seu planeta por não aguentar as exigências e falatórios da sua flor, ela lhe responde assim:

"Tu decidiste partir. Vá embora!
Ela não queria que ele a visse chorar. Era uma flor muito orgulhosa..."

     Isso está diretamente ligado ao final do seu casamento. Consuelo era uma mulher linda, mas muito impetuosa e geniosa. Era igual a flor do planeta do Pequeno Príncipe.




 


     Outra coisa, entre tantas, que me deixaram com um suor nos olhos incontrolável foi a dedicatória. Quando li achei bonitinha, mas neste extra é que descobri que o livro havia sido escrito na época da Segunda Guerra e o melhor amigo de Antoine era judeu.

     Não bastasse isso, nessa época as casas de judeus, assim como eles próprio deveriam usar uma estrela amarela colada. Era o carimbo da morte. E também descobri que a estrela amarela que existe na primeira capa do livro também é dedicada ao amigo. Tipo assim, chorei horrores.



 


     Outra coisa que descobri e que nem imaginava é que o filme Voo Noturno, que foi estrelado pelo divônico Clarke Gable foi baseado em um livro homônimo de Antoine. 

     O filme é 1931, qualquer dia falo dele aqui pra vocês. Quem gosta de filmes antigos, com certeza irá gostar. Enfim, não sabia do livro e isso também me surpreendeu.



 


     E tem muito mais, tanto no conto quanto no extra. A vida de Antoine é contada de modo breve desde sua infância até sua morte. (Isso não é spoiler, ele nasceu em 1900). E ainda mais algumas curiosidades depois da morte. Livro póstumo, museus, capas pelo mundo... Tem um montão de coisas.



 


     Agora quanto a essa edição, gente, que que é isso??? MARAVILHOSA!! No meu caso é a edição luxo. Capa dura, papel fotográfico, ilustrações belíssimas, diagramação lindíssima, revisão impecável, e a tradução que deu tanto o que falar, ao meu ver ficou ótima. Ouvi muita gente falando isso e aquilo da tradução do Frei Betto, o que eu posso dizer é que gostei bastante. Não entendi o porque do falatório. Mas enfim... Só estou aqui pra dar minha opinião sincera.



 


     Fui até a livraria pra ver a edição pocket. Porque sim, sou dessas que tem que ver tudo, rsrs. Achei tão lindinha quanto a minha. Claro, é menor, a capa é mole, mas tem tudo o que tem na outra versão. A capa é de um azul lindo. E o melhor é que vem com este extra também. Então quem comprar, ou ganhar a versão pocket só irá perder a capa dura mesmo, rs, mais nada.



 


     Olha, para o Pequeno Príncipe eu dei cinco estrelas. Para este breve estudo sobre o autor, eu dei cinco estrelas e favoritei!!



 


     Se você ainda não tem o livro, não sei o que está esperando. Vai pro topo da página e aproveita ali onde está escrito "Compre Aqui" e clica no Submarino, porque está em promoção, até comprei pra dar de presente!!



 


     Desculpe gente, o post ficou enorme... Mas como resistir?? Impossível não ficar horas e horas falando dele. Fiz isso quando meu noivo chegou em casa, comecei a falar e falar e falar sem parar deste livro. Sem nem ler ele já sabe tudo, rsrs.



 


    Portanto eu recomendo com todas as forças para todos os leitores de todas as idades. Mesmo que você, assim como eu, já tenha lido na infância, leia de novo. Você vai ler outro livro com toda a certeza. 



 






















Comente, clique e participe

12 comentários:

  1. Desde que este pequeno grande livro foi "relançado", eu tenho namorado essa nova edição.
    Este é aquele clássico que precisa fazer parte de qualquer mesinha de cabeceira, porque é egoísmo deixar numa estante.
    E como está linda esta edição.
    Acabei lendo também quando era criança e óbvio que não entendi muita coisa, mas eu precisava ter lido, era só o que importava...rs
    Depois com o tempo, reli e revi as várias filmagens que foram feitas e ate tenho o filme(versão original) aqui.
    Com certeza, é uma história que nunca sairá de moda!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Essa edição esta muito linda mesmo, e o Pequeno príncipe é um livro que nunca ficará desatualizado , nunca envelhecerá, é lindo , meigo , fofo, um livro que em cada página me encanta !
    ;)

    ResponderExcluir
  3. Oi Alê,

    Essa edição é tão maravilhosa né?
    E essa história é muito amor <3
    Quando li pela primeira vez ainda criança, assim como você também não entendi muito bem.

    bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  4. Essa edição luxo ficou linda demais, super desejo uma, O Pequeno Príncipe é uma história maravilhosa e atemporal, foi um dos primeiros livros que eu li e é simplesmente inesquecível!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Lelê.
    Essa versão nova, de capa dura, está maravilhosa demais. Fiquei namorando na livraria. haha
    Quanto ao livro, O Pequeno Príncipe mexe muito comigo. Não é meu livro favorito, esse cargo é do Laranja Mecânica, mas o principezinho é e sempre será aquele livro que fala fundo ao coração, sabe? Ele gera uma reflexão sem tamanho.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de maio. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  6. Esse livroo é simplesmente maravilhosoo
    eu ja li e me apaixonei com ele, ameei sua resenha e os quots tbm
    bjoos

    ResponderExcluir
  7. Lelê, eu li "O Pequeno Príncipe" há alguns anos atrás e ele me surpreendeu horrores, me emocionei bastante e é incrível com o quanto ele ainda é capaz de falar com as pessoas mesmo depois de tanto tempo que foi escrito. É leitura mais do que recomendada mesmo, agora fiquei muito curioso com os extras, vou ter que correr atrás desta edição para conferir.

    Excelente resenha ;) dois abraços!

    ResponderExcluir
  8. Olá Alessandra,

    Você acredita que ainda não li esse livro, e pior ainda nem tenho ele, mas espero comprar em alguma promo e ler finalmente....kk...., belas ilustrações também...bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Alê!

    Acredita que ainda não li o Pequeno Príncipe? Mas agora, com essa edição maravilhosa, bateu a vontade de ler... que livro lindo! O.O E é muito legal ter esse apanhado sobre a vida do autor como extra... adoro conhecer a história por trás do contador de histórias! rsrs
    Abraço, adorei a resenha!
    Paty Algayer - http://magicacult.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Nossa que legal eim... adorei saber que a edição poket só perde mesmo a capa dura...
    :D
    vou ver se compro para ler... acredita que não li!
    adorei a resenha.,...mô beijos
    cantodadomino.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. somente recentemente é que ganhei um exemplar deste livro! acredita? pois até então só o "lia" pelos olhos dos outros, por assim dizer!
    uma história atemporal! para agradar a todos, jovens, crianças e adultos
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Alessandra.
    Essa edição está bem caprichada. A minha é simples. Estou quase comprando essa edição para ter um livro maravilhoso na minha estante.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...