Resenha: Snuff


Título: Snuff

Autor: Chuck Palahniuk

Páginas: 207

Editora: Rocco



COMPRE AQUI:  SUBMARINOBUSCAPÉ











     Creio que este seja o livro mais autêntico e louco que eu já li. Muito doido! AMEI!



"Os bíceps de todos os participantes
foram numerados de um a seiscentos
com caneta hidrográfica pela
coordenadora de elenco."
Pag. 10


     É narrado em primeira pessoa por quatro personagens diferentes.

     O primeiro é o Sr. 600, o segundo é o Sr. 72,e o terceiro é o Sr. 137 e a quarta personagem é Sheila.


" - Só é preciso um instante para estragar
o resto da sua vida."
Pag. 116


     Cassie Wright é uma estrela do filme pornô, e está encerrando sua carreira. Para encerrar com chave de ouro. ela resolve fazer um filme e quebrar o record mundial de coitos.

     Para isso são selecionados seiscentos homens que estão lá por motivos variados. Alguns estão só pelo prazer, outros para ter a chance de fazer sexo com Cassie, e muitos para aparecerem neste filme bizarro e terem seus momentos de fama.

     Porém, três desses homens tem motivos mais pessoais, e os três estão ligados a Cassie, cada um a sua maneira.


" ... para que uma gata aceite fazer um 
filme erótico, você oferece a ela um
milhão de dólares. Para que um cara 
aceite, você só faz o convite... Isso não
é uma piada, na realidade."
Pag. 11


     Sheila é a coordenadora de elenco, ela é responsável por cuidar desses seiscentos homens, alimentá-los e acalmá-los. Imagine esse tanto de homens excitados esperando por horas dentro de uma sala fechada.



"Que a expectativa geral no ramo de
entretenimento é que Cassie Wright 
morra hoje, e todo candidato a ator
na cidade deseja usar a polêmica 
como trampolim."
Pag. 117


     Todos esperam a morte de Cassie diante das câmeras. Um fim trágico e que faria a fama de muitos. A estrela morrendo diante das câmeras depois de praticar centenas de atos sexuais.

      Mais uma coisa, pessoas ligadas a Cassie, assim como nossos três personagens tem motivos claros para querer Cassie morta. Ou seja, ela morta vale mais que viva.

      O que eu achei muito interessante é que em nenhum momento o autor descreve a Cassie como uma prostituta, ou desmerece sua personalidade, pelo contrário, todos os personagens mostram como é a mulher Cassie, como ela foi parar no mercado da pornografia, mas sem nunca diminuí-la.

      Ao contrário dos seiscentos homens, esse sim são diminuídos. São tratados como objetos, pessoas sem valor.

     Outra coisa que amei foram as curiosidades descritas sobre vários atores de cinema. Curiosidades desde o cinema mudo. Essas descrições são usadas para comparar a vida de Cassie que é a ficção com o fato real.


"Naquele filme de 1952, Cantando na Chuva,
o ator Gene Kelly passou dias dançando
a canção-tema, tomada após tomada,
com uma febre de quase quarenta graus."
Pag. 81


"Quando o fã de figo Bela Lugosi morreu, 
em 1956, foi enterrado com seu
figurino de vampiro."
Pag. 159


     Essas pesquisas e curiosidades deram um up maior na história, misturar tudo isso ficou muito interessante.

     "Snuff" foi o primeiro livro que li do autor, e agora quero ler todos! Realmente adorei a escrita dele.

     A capa é perfeita! A diagramação é simples e as páginas são brancas. Como o livro é curto e a história é envolvente, eu li em um dia, então essa brancura das páginas nem cansou, não deu tempo.

     Se você não tem pudor para leituras, recomendo que leia. Digo isso porque tem pessoas que não gostam de ler livros que tem palavrão por exemplo. É claro que neste tem, e muitos! Mas vamos combinar que seiscentos homens esperando pra transar com uma atriz de filme pornô, não é o cenário mais puro do mundo, não é mesmo? Sem palavrões ficaria um tanto falso.

     Se joga!!

6 comentários:

  1. ACHEI BEM INTERESSANTE E A CAPA E MUITO BONITA GOSTARIA MUITO DE LER ESPERO TER UMA OPORTUNIDADE.

    ResponderExcluir
  2. Acredito que seja unânime falarem que Palah é incrivel em sua maneira de conduzir uma história..Que tudo que ele coloca a mão, vira livro de primeira!
    Ainda não consegui ler nenhum livro do autor, mas me lembro quando você citou este, acho que em uma caixinha de correio, eu corri no skoob e marquei como favorito.
    A história parecia ser tão pesada e agora que li a resenha, achei até meio poético não é?
    Isso aguçou ainda mais a vontade em conhecer essa obra e tentar entender os motivos..ou não, do tema do livro!
    Um beijo

    ResponderExcluir
  3. menina que livro doidão é esse?
    confesso que não me animei muito a ler, são muitos elementos em uma mesma trama!
    mas essa mulher com 600 homens, que loucuraaaaaaaaaaaaaaa, não que seja puritana, mas a leitura não me atraiu em si!

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Lele, Palahniuk é um gênio! Li dele o "Clube da Luta" e o "Sobrevivente" e adorei os dois, agora estou com o "condenada" no Kobo para ler, só me falta coragem pra embracar em mais essa aventura com o autor, que é intenso, joga com as palavras e tem o leitor nas mãos em cada uma delas.

    Eu não conhecia a história de Snuff e adorei, a forma como você a descreveu, bem esse é o jeito Palahniuk de fazer as coisas, e eu simplesmente preciso desse livro agora! Adorei a resenha, espero que se aventure por mais livros dele, porque é aquela coisa, Palahniuk vicia!

    Dois abraços.

    http://www.pontolivro.com

    ResponderExcluir
  5. Hahahahha, que livro mais estranho! Mas mesmo assim deu vontade de ler!

    ResponderExcluir
  6. Tenho curiosidade para ler algo desse autor, pelo que os outros livros dele e que só leio resenhas positivas. Achei a capa um pouco estranha, mas o nome eu gostei e os detalhes que você colocou também, principalmente sobre os personagens. Vou procurar saber mais dele e se der leio sim. =)

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© To Pensando em Ler - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo