Resenha: Perdido em Marte

  
Título: Perdido em Marte

Autor: Andy Weir

Páginas: 335

Editora: Arqueiro 




COMPRE AQUI:  BUSCAPÉ,  SARAIVA,  FNAC,  SUBMARINO,  AMERICANAS










     Como pode um livro de ficção científica dramático ser engraçado?

     Andy Weir sabe como fazer.


"[08:31] JPL: Ótimo, mantenha-nos informados sobre problemas
mecânicos ou eletrônicos. A propósito, o nome da sonda que
estamos enviando é Iris. É o nome da deusa grega que viajou
aos céus com a velocidade do vento. Também é a deusa 
dos arco-íris.

[08:47] Sonda gay vindo me salvar Entendi."
Pag. 161


     Mark é um dos tripulantes de uma nave que está em uma missão em Marte. Cada astronauta tem uma formação diferente, e todos formam uma equipe completa.

     A tripulação está no meio da missão Ares 3 quando uma tempestade de areia tem início. Todos tentam ficar calmos e resolver tudo da melhor maneira possível, A missão é abortada. Mark não consegue voltar para a nave e os outros tripulantes acreditam que ele já está morto. Então eles voltam para a nave deixando Mark por lá. 


"Que fique registrado: não morri em Sol 6. O restante
da tripulação certamente achou que eu tivesse morrido,
e não posso culpá-los. Talvez decretem um dia de
luto nacional em minha homenagem e minha página
na Wikipédia vá dizer: "Mark Watney foi o único ser
humano que morreu em Marte" "
Pag. 9


     Agora Mark tem que sobreviver em Marte a qualquer custo.


"Agora, vamos passar para minha próxima tarefa: ficar
sentado sem nada para fazer durante doze horas."
Pag. 95


     Sozinho em um planeta inóspito, com uma pequena reserva de comida e água, Mark deverá descobrir uma maneira de se manter vivo. Pelo menos até conseguir entrar em contato com a Terra. 

     
"Mas meu email favorito foi da minha mãe. Foi exatamente como
era de se esperar. Graças a Deus você está vivo, cuide-se, não morra,
seu pai manda lembranças, etc."
Pag. 136


     E assim ele começa a narrar sua luta pela sobrevivência, sempre de modo irônico e muito, mas muito engraçado.

     Alguns momentos são angustiantes, mas Mark faz questão de mostrar que não foi nada, só um coisinha passageira que não afeta nem um pouquinho. 


"Vou passar o resto da noite degustando uma batata. E, com
"degustando", quero dizer, "odiando tanto a ponto de querer
matar pessoas"."
Pag. 289


     "Perdido em Marte" é narrado em forma de diário em sua maioria. Poucos diálogos, mas em nenhum momento enfadonho.

      Esse formato de diário é ótimo para o leitor, pois como ele está sozinho, fica claro que o diário é um desabafo, portanto é diretamente com o leitor que ele fala. 

     Alguns dias são bem parados, monótonos e tediosos, mas em outros é totalmente alucinante. Com aventuras, pesquisas e descobertas.

     E a cada descoberta e resolução de um problema eu vibrava como se eu também estivesse em Marte e necessitasse da inteligência do astronauta para me salvar.




"Sem campo magnético, Marte não tem defesa alguma
contra a radiação solar. Se eu fosse exposto a ela, desenvolveria
tanto câncer que meu câncer teria câncer."
Pag. 104


     Eu tinha certeza que iria gostar da leitura. Fui sim com as expectativas bem altas e não me decepcionei. O livro é tudo que eu esperava que fosse mesmo.

     A diagramação está ótima e a capa perfeita!!!! Tudo casou lindamente bem.


"Poderia amputar um braço e comê-lo, ganhando assim
calorias valiosas e reduzindo minha necessidade 
calórica total.
Não, acho que não."
Pag. 26


     Talvez para quem não esteja acostumado com o gênero, os termos técnicos podem incomodar um pouco, ou causar alguma estranheza, mas como eu gosto de ficção científica a leitura fluiu maravilhosamente.

     Adorei a leitura e recomendo com todas as forças!!!


"Então essa é a situação: estou perdido em Marte.
Não tenho como me comunicar com a Hermes nem
com a Terra. Todos acham que estou morto. Estou
em um Hab projetado para durar 31 dias."
Pag. 14
















Comente, clique e participe

12 comentários:

  1. Estou enganada ou vai sair o filme ou já saiu?
    A capa não me é estranha e nem o título!!! rs(eu e minha leseira)
    Mesmo não sendo fã de ficção científica por me perder demais nas histórias e termos, acabei gostando muito do que li acima. Tentei me colocar na situação..rs eu pirava ou pulava no vácuo, ah se pulava!
    Vai pra lista de desejados com certeza, porque misturar desespero, vida e bom humor numa história só é pra poucos autores!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Olá, Lelê.
    Não é segredo para você que eu sou viciado em ficção científica, não é mesmo? Então, com certeza, já quero ler.
    Sua resenha desvendou alguns detalhes que eu não sabia, como a questão da ironia. Isso me faz querer ainda mais ler a obra.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de junho. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  3. Oie more, quanto tempo eim....
    tava sem net dai não deu pra vir passar aqui no bloguito!
    Nossa mas voltei...
    e adorei a resenha eim, eu tenho muita curio com esse livro!
    Só li coisas assim de Sci lá no meu fundamental tá na hora de voltar né...
    mô beijos
    :D

    http://cantodadomino.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Lelê! É agora que leio de vez ele no meu Kobo, venho adiando a leitura já faz um bom tempo, mas ele me parece perfeito depois de duas leituras mais "melosas", antes que caia numa ressaca daquelas.

    Eu gosto muito de ficção científica, é um gênero com o qual sempre me dou bem, e preciso desesperadamente de novas referências em novos autores.

    Dois abraços ;)

    ResponderExcluir
  5. Tenho esse livro mas ainda não li, minha lista de leitura está enorme, curto muito esse gênero, em breve vou ler e também já estou sabendo que em breve será adaptado para o cinema, com certeza irei conferi o filme.

    ResponderExcluir
  6. Eu estou maluca por esse livro, simplesmente. Em primeiro lugar porque também adoro uma ficção científica, aí quando vi que a estória tinha essa pegada cheia de humor eu decidi que realmente precisava ler antes do lançamento do filme. O livro também engloba minha área de formação, então acabou virando uma leitura obrigatória pra mim :)

    ResponderExcluir
  7. O que mais me surpreendeu neste livro foi a forma como Mark encarou sua difícil situação.. Agora estou querendo ver o filme para ver os fatos que imaginei na tela.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Lelê!

    Gostei desse livro, a premissa é muito intrigante. Também achei bacana o fato de ser narrado em forma de diário, acho que assim o leitor pode se aproximar mais da situação pela qual ele passou.
    Ótima resenha! Fiquei curiosa para ler o livro!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. oi flor, ja faz um tempinho que foi lançado e eu nunca havia prestado muita a atenção! saber mais do enredo foi ótimo!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Lelê, como eu disse no facebook, coincidentemente lançamos a resenha desse livro na segunda-feira, dia que saiu o trailer do filme (juro, não foi planejado). Tanto a sua resenha como leitora assídua de ficção e apaixonada por livros quanto a resenha cheia de detalhamento cientifico do Airechu me fizeram ficar bastante curioso sobre o livro. Como eu disse a ele, vou tentar ler o livro antes de novembro para ir ao cinema já tendo apreciado a obra original.

    Saudações,
    Ace Barros
    Capitão do drakkar Interlúdio, navegando pelo Multiverso X
    multiversox.com.br

    ResponderExcluir
  11. Lele!
    sou fão de ficção científica também e fiquei intrigada em saber como ele sobreviverá em Marte e se conseguirá ser resgatado.
    Livro escrito em forma de diário me atrai e se tem humor, ainda mais.
    “A sabedoria começa na reflexão.”(Sócrates)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  12. interessante essa abordagem de uma linguagem nova na literatura, mais proxima da realidade :) gostei muito da resenha :)

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...