Resenha: Ligações


Título: Ligações

Autora: Rainbow Rowell

Páginas: 302

Editora: Novo Século 





COMPRE AQUI:  BUSCAPÉ,  SARAIVA,  AMAZON










     Existem livros que eu chamo de 'coisa mandada', pois eles chegam na hora que você mais precisa de uma leitura que fale o que você precisa mesmo ouvir.


"Não é que tudo era sempre... (Que palavra queria
usar? Perfeito? Tranquilo? Gostoso?) Não é que
tudo era sempre... fácil entre Georgie e Neal."
Pag. 54



     Rainbow me surpreendeu demais com este livro!!!

     Diferente de Eleanor & Park, onde os personagens são adolescentes e o gênero fica entre o jovem adulto e o sick-lit; "Ligações" tem personagens adultos, com os problemas dos adultos, mas com toda a magia de um livro mais jovem. Ou seja, perfeito!!


"Por um segundo, Georgie quis que ele soubesse
- quem ela era realmente, em que época ela estava,
tudo. Neal não desligaria desse jeito se soubesse
que estava falando com o futuro. Não se desliga
um telefone mágico assim."
Pag. 198


     Georgie e Neal estão casados há uns bons anos. Tem duas filhas e vivem em uma rotina sem igual.
O problema é que Georgie não percebe nada à sua volta. Pra ela está tudo bem. Seu marido é perfeito, suas filhas são lindas e saudáveis, seu trabalho é tudo que ela queria pra sua vida... Enfim, pra ela está tudo ótimo.

     "Ligações" é narrado em terceira pessoa pelo ponto de vista de Georgie, então no início eu achava que ela era uma ótima esposa, perfeita, e que estava acomodada com um casamento fracassado. Até achei Neal um cara bem chatinho, mas é claro que a autora teria que me passar a perna em relação a tudo!

     A família está prestes a ir passar as férias de Natal na casa dos pais de Neal em outra cidade, quando um grande contrato de trabalho surge atrapalhando os planos. Georgie nem pensa duas vezes em aceitar, mas para isso o Natal da família terá de ser cancelado, já que ela precisa entregar o trabalho logo após as festas, portanto ela devera trabalhar durante todo o feriado.

     Só que Neal decide não se sujeitar a isso e leva as filhas com ele para a casa dos pais, deixando Georgie sozinha. Nesse momento eu achei que o cara era um egoísta, que deveria ficar ao lado da esposa... ledo engano.

     Depois que eles se foram e a casa ficou vazia é que ela começou a perceber o caminho que seu casamento estava seguindo. Começou a sentir falta, saudade, e percebeu o quanto seu casamento estava fadado ao fracasso.


"Tem um telefone mágico escondido no meu
armário. E acho que está conectado ao passado.
E acho que tenho que consertar alguma coisa.
Acho que tenho que corrigir alguma coisa."
Pag. 141


     E é assim que ela vai parar na casa de sua mãe e decide ligar para o marido. No início ela tenta falar com ele pelo celular, mas ele não atende , nunca atende. Ou o celular está desligado, ou quem atende é uma de suas filhas, ou a mãe dele, mas o marido mesmo nunca está perto para falar com ela. A angústia toma conta de Georgie.

     Num momento de desespero ela entra no seu antigo quarto de solteira, pega seu antigo telefone amarelo e liga para a casa da sogra. A surpresa maior foi quando o Neal atendeu, mas não era o seu Neal, não era o seu marido, não era o homem que ficou por anos do seu lado, nem o pai de suas filhas, mas era o Neal, o Neal menino, ainda na faculdade, apaixonado, que faria tudo por ela, que respirava Georgie. Era esse o Neal que ela se apaixonara um dia, e ele que atendeu.

     Durante todas as conversas, vamos conhecendo o verdadeiro Neal. O que o fez se apaixonar, o que ele queria para sua vida, o quanto ele deixou de lado por amor, o quanto ele se anulou para fazer a esposa feliz. Ou seja, o que no começo eu achava que era certo e verdadeiro, passou a se transformar de uma maneira absurda. Georgie não era tão perfeita quanto eu imaginava, e Neal não era o egoísta que eu vi. Os sentimentos se inverteram, mas a torcida para o casal se encontrar foi imensa.


"Natal de 1998. Eles brigaram. Neal foi
pra casa. Voltou. Pediu-a em casamento. 
Viveram meio-que-felizes para sempre.
Espera, será que é isso oque ela tinha de
mudar? Esse meio-que-felizes para sempre?"
Pag. 114


     Ela percebe que é nessas conversas que seu casamento pode ser salvo. É ela que precisa consertar sua vida. 

     Não tem nada a ver com De Volta  Para o Futuro, nem com algo do gênero, pois os personagens não voltam para o passado, é só o que Georgie fala com seu marido antes de ser seu marido. E será que ela usou mesmo o telefone mágico? Ou será só seu inconsciente tentando encontrar seu caminho certo?? 

     O que eu sei é que este livro me fez pensar. Me fez lembrar das ligações antigas entre eu e o namorado. As conversas e promessas, e principalmente, refletir sobre tudo que desejamos e o que já fizemos juntos até agora. Esse é o caminho?? 

     Não que eu queira ligar para o namorado de anos atrás, mas o fato de lembrar de tudo, é quase uma análise num divã de um psicólogo, rsrs. 

     E por isso eu digo que é 'coisa mandada', eu precisava mesmo avaliar algumas coisas...

     Enfim, a narrativa é espetacular. É impossível não se encontrar em algum momento, impossível não adorar!! 

     O trabalho que a editora faz com os livros da autora é espetacular. Diagramação lindíssima, fonte com tamanho e espaçamento ótimos, tudo o que os livros da Rainbow merecem. E a capa é um primor!

     Se eu amei?? Gente!! Todas as estrelas para este livro!! 

     Mais do que recomendado!!!



















10 comentários:

  1. Preciso comentar que suspirei??
    Ah flor..eu amo romances assim, ainda mais quando nos fazem pensar sobre coisas da nossa própria vida, nosso cotidiano.
    Deve ter sido uma experiência incrível a personagem..e quem nos dera ter um telefone assim, mágico..será que iria querer falar com o maridão de antes? Não sei...eu ainda tenho a estranha fé que o melhorei demais..rs
    Indo para a lista de desejados agora!
    Amei a resenha
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oiee

    Uau adorei a sua resenha, achei a história super válida e todo mundo passa por esses dilemas em algum momento do casamento né, acho que vou adorar esse livro e pretendo ler em breve com toda certeza!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá!!!
    Eu sabia que ia gostar desse livro. Pela sinopse, pela escritora... Mas não sabia que ia ser tanto. Mesmo. amei a resenha e só formentam ainda mais a minha curiosidade sobre o desenrolar da trama.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Lelê.
    Atualmente é raro livros que fogem do comum e esse, aparentemente, faz exatamente isso. Isso de ligar para alguém e falar com o "ele" do passado é bem interessante. Sem falar de todas as reflexões que podemos tirar daí.
    Esse livro me chamou bastante a atenção, de verdade. E eu vou querer ler. Para variar, você me convenceu. rs

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de abril. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  5. tava querendo ler esse livro so por causa da autora mesmo, nao sabia nem da historia ainda suhsuhsauh mas a sua resenha me deu mais vontade de ler ainda pois a historia me parece ser mt boa! to doida pra compra-lo logo :)
    tonsdeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oie lele...
    que resenha eim,,,,
    sou super curiosa com os livros da autora desde que vi uam amiga minha falar super bem de anexos!
    :) beijos e me deixasse super curiosa...

    http://cantodadomino.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. eu to doida pra ler algum livro dela! agora fiquei na dúvida se leio primeiro este ou Eleanor e Park! amei o enredo! e to louca pra saber o desdobrar da história!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Estou doida pra ler esse livro, gostei muito de Eleanor & Park e esse parece ser ótimo também e essa resenha me deixou ainda mais interessada em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  9. Olá Alessandra,

    Mais um livro que fico conhecendo aqui, achei bem interessante e é muito bom quando um livro nos surpreende e vem na hora certa, dica anotada...abraço.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. lendo sua resenha também fiquei com vontade de ler o livro, ainda não li nada da autora mas sempre que leio uma resenha seus livros elas são positivas como a sua e o fato de neste livro os personagens serem adultos me agradou mais ainda.
    Abraços,
    Gisela
    @lerparadivertir
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...